Com que piso eu vou? - Parte 1



Eu sou uma pessoa muito indecisa e isso é ruim quando se tem que tomar decisões permanentes, como o piso do apê. Tenho pesquisado muito sobre o assunto e estou convencida a colocar piso vinílico nas salas e quartos. Mas como eu sou muito indecisa, talvez ainda mude de ideia.

O piso vinílico é feito de PVC e promete muitos benefícios, como: praticidade, macies ao toque, resistência ao atrito, fácil limpeza, além de ser resistente a água - diferente do laminado, que só de ver um copo d'água já estufa! 

Por ser resistente a água, ele também pode ser usado na cozinha, mas como minha cozinha é integrada com a lavanderia, prefiro usar piso frio. 

Importante: o piso vinílico é resistente a água, mas não a prova d'água, ou seja, você pode até passar um pano ou até mesmo lava-lo, desde que retire a água logo em seguida. Mas ele não é indicado para áreas que ficam submersas, como o box do banheiro, pois pode vazar água pelas emendas ocasionando mofo - que ninguém merece!

Disponível em 3 versões de instalação - manta, click e colado, o piso vinílico tem ganhado a minha confiança. Das 3 versões, ainda estou em duvida entre o click e o colado, que são os mais indicados para residências.

A instalação também é super rápida e limpa, e ele também pode ser instalado sobre outro piso. Porém a superfície tem que estar impecavelmente plana, sem areia ou pedra, para garantir o resultado perfeito.


Uma coisa que fez meus olhos brilharem com o piso vinílico foi o custo-beneficio. Os orçamentos que fiz variam muito, mas a média do metro quadrado instalado, é de R$ 85,00. Se fosse colocar um porcelanato polido, eu pagaria em média R$ 70 o m², fora a argamassa, rejunte e mão de obra. Ou seja, vale muito a pena o vinílico, além de ser lindo! 

Outro ponto importante é a espessura do piso, que varia muito de acordo com a versão. Os mais espessos geralmente, são do modelo click, o que faz com que seja mais resistente e mais caro também. Mas como se trata de área interna residencial, 2 mm de espessura é muito mais do que o suficiente.



Eu adoro os modelos mais escuros com toque rústico, acho que eles trazem aquela sensação de aconchego, tipo chalé! E com com o rodapé branco estilo Santa Luzia fica divino! 
Mas a escolha do modelo é assunto para outro post..
Com que piso eu vou? - Parte 1 Com que piso eu vou? - Parte 1 Reviewed by Último Andar on 10:55 Rating: 5

Nenhum comentário:

Leticia Figueiredo

Image Link [https://lh3.googleusercontent.com/-K--nc4oGvyk/VxubpTWj6sI/AAAAAAAAAPo/kD74VlFGCtgRC-7O1Zd7AWUn4PqAHBblwCCo/s240/foto%2Bperfil.png] Author Name [Leticia Figueiredo] Author Description [

Leticia Figueiredo - Campineira, 24 anos, filha caçula, publicitária, noiva apaixonada e futura proprietária de um apartamento no último andar {daí veio a inspiração para o nome do blog}.

] Twitter Username [none] Facebook Username [leticia.figueiredo.71] GPlus Username [none] Pinterest Username [leticiafig92] Instagram Username [leticiafigueiredo92]